ANSP empossa novos Acadêmicos no Rio de Janeiro

No próximo dia 03 de outubro, a Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP) dará posse a novos Acadêmicos em cerimônia fechada na sede da CNseg – Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização.

Os novos Acadêmicos trazem para a ANSP a experiência da liderança da CNSeg e de três das Federações que a compõem, além da atuação relevante na SUSEP, no mercado e nas instituições que o integram e na área acadêmica.

O Presidente da ANSP, João Marcelo dos Santos, declarou que “A qualidade dos futuros novos Acadêmicos é a prova de que a Academia tem se afirmado como centro de produção e divulgação do conhecimento sobre o setor de seguros e de congregação de grandes personalidades, o que nos honra muito”.

Segue a relação dos novos Acadêmicos que serão empossados:

Andrea Louise Ruano Ribeiro – Seguradora Líder

Carlos Alberto de Paula – SUSEP

Edson Luis Franco – Zurich Seguros / FenaPrevi

Gustavo Tavares da Cunha Mello – Correcta Corretora de Seguros

Isair Paulo Lazzarotto – Empresário

João Alfredo Di Girolamo Filho – Swiss Re Corporate Solutions Brasil

Josafá Ferreira Primo – Salagáh Corretora de Seguros / APTS

Luis Felipe Lebert Cozac – GRUPO SEGURADOR BB E MAPFRE

Luiz Tavares Pereira Filho – CNseg

Marcio Serôa de Araujo Coriolano –  CNseg

Marco Antonio da Silva Barros – FENACAP

Maria Helena Cardoso Monteiro – Escola Nacional de Seguros

Mario Couto Soares Pinto – Escola Nacional de Seguros

Miguel Leôncio Pereira – Lockton Brasil Consult. e Corret. de Seguros

Phillip Krinker – CredRisk Seguros

Solange Beatriz Palheiro Mendes – FenaSaúde

Trânsito no Brasil mata mais que guerras

Mauro César Batista, presidente do Conselho Superior da ANSP, proferiu a palestra “As perdas produtivas com morte e invalidez prematura e os acidentes de trânsito no Brasil”, realizada nesta sexta-feira (15/09), no XII Congresso Brasileiro de Medicina de Tráfego. Mauro afirmou que as mortes no trânsito no Brasil superou de longe o número de mortes de soldados americanos em 16 anos da Guerra do Vietnã (de 1959 a 1975). Naquela época, foram 58 mil falecimentos em combate contra mais de 80 mil vidas ceifadas no trânsito do Brasil em apenas dois anos.

E ainda informou que o custo do trânsito violento é de R$ 56 bilhões por ano, segundo dados do IPEA, atualizado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária em 2016. “Quem paga esta conta são todos os brasileiros”, declarou Batista. “No prazo de um ano, só nas rodovias federais brasileiras, ocorreram 170 mil acidentes de trânsito que geraram um custo de R$ 12,3 bilhões. Sendo 64,7% destes custos associados às vítimas dos acidentes, com atendimentos em hospitais e perda de produção devido às lesões ou morte, e 34,7% eram relacionados aos veículos, com danos materiais, perda de cargas e procedimento de remoção.”

Segundo Mauro Batista, com este valor seria possível construir 1, 8 mil hospitais com capacidade para atender 450 mil pessoas por dia. “Seriam 164 milhões de pessoas por ano atendidas”, concluiu.

O presidente do Conselho Superior da ANSP foi um dos convidados do XII Congresso Brasileiro de Medicina de Tráfego, promovido pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego-ABRAMET, que ocorre este fim de semana, na Costa do Sauípe, na Bahia.

  Morre, aos 87 anos, o Acadêmico João Eduardo de Oliveira Irion

 

É com profundo pesar que a Academia Nacional de Seguros e Previdência – ANSP informa o falecimento do Acadêmico João Eduardo de Oliveira Irion. A entidade foi comunicada há pouco sobre ocorrido, que aconteceu no dia 19 de julho em Santa Maria no Rio Grande do Sul.

Radiologista e médico nuclear, natural de Cacequi, foi um dos pioneiros em Medicina da Instituição Federal de Santa Maria e um dos fundadores da Unimed local.

O Presidente da ANSP, João Marcelo dos Santos, em nome de todos os seus  membros, solidariza-se aos familiares, amigos e profissionais que tiveram a honra de compartilhar conhecimento com o Acadêmico.

 

 

ANSP debateu Cenário Econômico e o Mercado de Seguro no Rio de Janeiro

Encontro realizado no auditório da CNseg reuniu acadêmicos e público diversificado

Na última quinta-feira (31) a Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP) realizou o Café com Seguro que debateu o tema “Cenário Econômico e o Mercado de Seguros”. O evento aconteceu no auditório da CNseg, no Rio de Janeiro, e debateu os cenários econômico e político do Brasil e seus impactos no setor de seguros e resseguros.

João Marcelo dos Santos, Presidente da ANSP e Marcio Coriolano, Presidente da CNseg, realizaram a abertura do seminário, contextualizando o tema.

O evento foi dividido em três painéis. O primeiro deles contou com a palestra do assessor da Direção Executiva da Escola Nacional de Seguros e gestor do portal ‘’Tudo sobre Seguros’’, Lauro Faria, que abordou o crescimento em longo prazo do PIB, a armadilha das rendas baixas e médias, o baixo crescimento da economia, os impactos na indústria de seguros, os desafios e possíveis soluções.

Já o segundo painel apresentou as tendências econômicas mundiais e do setor de seguros, um panorama do mercado brasileiro e suas principais perspectivas. O painel foi apresentado pelo Catedrático da ANSP e sócio da empresa Rating de Seguros Consultoria, Francisco Galiza, que avaliou positivamente o evento realizado no Rio de Janeiro. “Assim como a edição realizada em São Paulo, tivemos uma boa adesão e participação do público”, comentou Galiza.

No terceiro e último painel do dia, o VP Técnico da Terrabrasis Resseguros, Carlos Roberto de Zoppa, abordou o setor de resseguro dentro desse mesmo contexto, bem como seus desafios e oportunidades.

A coordenação do evento ficou a cargo do Acadêmico Edmur de Almeida, Diretor da ANSP e Coordenador das Comissões Técnicas dos seguros de Crédito, Garantia e Fiança Locatícia do Sincor-SP e da FENACOR, e do Acadêmico Francisco José dos Santos Galiza, Coordenador da Cátedra de Ciência do Seguro.

“Tivemos mais de 80 pessoas, um público recorde nos eventos realizados no Rio de Janeiro até então. Além de participarem ativamente, tivemos participações especiais como a da Solange Beatriz, Presidente da FenaSaúde e do Ex-Superintendente da SUSEP, Renê Garcia. O êxito do evento foi total, tivemos até pedidos para a realização de outros Cafés com Seguro”, afirmou Edmur de Almeida.

Perguntas Frequentes

ANSP homenageia Osmar Bertacini

A ANSP (Academia Nacional de Seguros e Previdência) preparou uma homenagem em vídeo a Osmar Bertacini pelos seus 55 anos de dedicação ao mercado segurador nacional. O vídeo contém depoimentos de membros da Diretoria da Academia e do Presidente, João Marcelo dos Santos.

O Osmar é uma figura importantíssima para o seguro. Nada mais justo do que prestar a devida homenagem aos seus anos de dedicação para este mercado e celebrar a sua vitalidade para continuar conosco por muito tempo ainda”, afirma João Marcelo dos Santos.

Atual Presidente da Associação Paulista dos Técnicos de Seguro (APTS), 2º tesoureiro do Sincor-SP, diretor da UCS, do CCS-SP, da SBCS, da ANSP e da Camaracor, Osmar Bertacini também foi um dos fundadores do CVG-SP e da Aconseg-SP.

Confira o vídeo:

Cenário Econômico e o Mercado de Seguro foram debatidos em Café com Seguro da ANSP

Encontro realizado no auditório do Sindseg-SP reuniu acadêmicos e público diversificado

Na última quarta-feira (3) a Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP) realizou o Café com Seguro que debateu o tema “Cenário Econômico e o Mercado de Seguros”. O evento aconteceu no auditório do Sindseg-SP, em São Paulo, e debateu os cenários econômico e político do Brasil e seus impactos no setor de seguros e resseguros.

“Essa discussão é muito importante, pois ajuda a sociedade a entender melhora relevância do seguro dentro do contexto econômico. Difundir conhecimento é a nossa missão, e a ANSP tem provido o espaço e os instrumentos para isso”, afirmou o Presidente da ANSP, João Marcelo dos Santos.

Marcio Coriolano, Presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg), realizou a abertura do evento, contextualizando o tema.“Precisamos colocar o setor de seguros no centro da política pública do país. Ele arrecadou mais do que a construção civil. Mesmo na crise, cresceu mais do que a inflação no primeiro semestre e dá sinais de que vai crescer dois dígitos até o final de 2017. Além disso, deve chegar a R$ 1 trilhão em reservas, ajudando a financiar o governo, em especial os investimentos. Isso demonstra a força e o crescimento contínuo do setor”, disseCoriolano.

O evento foi dividido em três painéis. O primeiro deles contou com a palestra do assessor da Direção Executiva da Escola Nacional de Seguros e gestor do portal ‘’Tudo sobre Seguros’’, Lauro Faria, que abordou o crescimento em longo prazo do PIB, a armadilha das rendas baixas e médias, o baixo crescimento da economia, os impactos na indústria de seguros, os desafios e possíveis soluções.

“O mercado de seguros vai bem, ao contrário de outros mercados.Para vencermos o desafio da estagnação da renda média da população, é preciso atuar em questões estruturais como educação, infraestrutura e segurança jurídica”, afirmou Lauro Faria.

Já o segundo painel discutiu o cenário do setor de seguros sob essas condições macroeconômicas e suas principais tendências, tendo como palestrante o Catedrático da ANSP e sócio da empresa Rating de Seguros Consultoria, Francisco Galiza.Segundo ele, “em qualquer setor, é natural um questionamento sobre o futuro. O de seguros apresenta crescimento acima da inflação, mas poderia avançar muito mais se melhorarem os fundamentos macroeconômicos”.

Galiza apresentou o Índice de Confiança de Setor de Seguros (ICSS). “O crescimento do seguro está diretamente relacionado ao crescimento do PIB, o qual apresentou muita volatilidade nos últimos quatro anos, que foram muito conturbados.Em comparação com outros setores, como o automobilístico, por exemplo, o setor de seguro apresenta um cenário um pouco mais positivo”, avaliou Galiza.

No terceiro e último painel do dia, o Diretor do Sindseg-SP e membro do Conselho Superior da ANSP, Paulo Eduardo de Freitas Botti, abordou o setor de resseguro dentro desse mesmo contexto, bem como seus desafios e oportunidades: “O resseguro é como uma válvula de controle que regula e direciona as reservas obtidas pela venda de seguros e como serão administradas.”

Segundo ele, os próximos passos do mercado de resseguro contemplam a inovação e a criação de novos produtos, além do grande potencial de internacionalização. “O Brasil tem tudo para absorver riscos originados em outros países, especialmente da América do Sul”, disse Botti. “Nós temos a possibilidade de trazer divisas para o país, transformando-o num grande polo de resseguro regional.”

A coordenação do evento ficou a cargo do Acadêmico Edmur de Almeida, Diretor da ANSP e Coordenador de Comissão do Sincor-SP, e do Acadêmico Francisco José dos Santos Galiza, Coordenador da Cátedra de Ciência do Seguro.

 

D&O – Circular 553 é discutido no Café com Seguro da ANSP

Evento aconteceu na última quarta-feira (14) no auditório do SindsegSP, em São Paulo

A Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP) promoveu na última quarta-feira (14) o Café com Seguro que discutiu o tema D&O – Circular 553. O evento aconteceu no auditório do Sindseg-SP, em São Paulo.Na abertura, João Marcelo dos Santos, Presidente da ANSP, afirmou: “O D&O é um tema extremamente importante de ser discutido e nós podemos colaborar muito para enriquecer o debate, principalmente os profissionais que trabalham diariamente com ele.”

O Café com Seguro foi dividido em três painéis, sendo o primeiro apresentado por Gustavo Galrão, superintendente de linhas financeiras, responsabilidade civil, “property” e engenharia da Argo Seguros Brasil S/A, coordenador da subcomissão de linhas financeiras da FENSEG e membro da subcomissão de D&O da SUSEP. O economista falou sobre “Circular 553 – Colaboração entre reguladores e mercado traz benefícios para o setor”. O segundo, intitulado “Entendimento dos Tribunais sobre os casos de regulação de sinistros D&O”, foi apresentado pelo advogado Dinir Salvador Rios da Rocha, sócio da Dinir Rocha & Amaral. O último painel colocou em pauta “O Seguro D&O após a circular 533/2017” e foi conduzido por Marcia Cicarelli Barbosa de Oliveira, atual diretora de cátedras da ANSP e sócia do Instituto Brasileiro do Direito do Seguro (IBDS).

O evento foi moderado pelo Acadêmico da ANSP Robert Hufnagel.  A coordenação ficou a cargo dos diretores da entidade, Acadêmicos Edmur de Almeida e Felippe Moreira Paes Barretto, sendo esse último coordenador da Cátedra de Seguro de Danos – Responsabilidade.

 

Presidente da ANSP conduz Aula Magna na Escola Nacional de Seguros

No último dia 15 de maio, no Auditório da Escola Nacional de Seguros em São Paulo, o Presidente da ANSP, João Marcelo dos Santos, conduziu a Aula Magna para a 2ª Turma de MBA Gestão de Riscos e Seguros da Escola Nacional de Seguros.  Na ocasião, o Presidente apresentou a evolução da gestão de riscos e sua importância para a legislação securitária e empresas no geral.

“Excelente apresentação da evolução do marco regulatório relativo à gestão dos riscos. Agradeço ao Dr. João Marcelo e aos Diretores da ANSP por terem nos honrado com as suas presenças”, disse Sérgio Hoeflich, Acadêmico da ANSP e coordenador do MBA de Gestão de Riscos e Seguro.

A palestra contou com a presença do Vice-Presidente, Fernando Simões e dos diretores da ANSP, Sergio Nobre, Rafael Ribeiro do Valle, Rogério Vergara e do Acadêmico Marcos Lúcio de Moura e Souza. Os diretores e o Acadêmico ministram matérias especificas no MBA.
O curso é indicado para profissionais que atuam com administração de riscos, sejam contratantes ou ofertantes de serviços correlatos aos seguros nas diversas atividades industriais, comerciais e de serviços; empresários, gerentes e técnicos de empresas seguradoras, corretoras de seguros, reguladoras e de outras empresas que fazem parte da cadeia produtiva do seguro.

“É sempre muito bom participar de iniciativas e parcerias com a Escola Nacional de Seguros. O MBA em Gestão de Riscos é, inclusive, muito interessante, pois vários professores são Acadêmicos da ANSP, o que nos honra muito. E falar sobre gestão de riscos é hoje uma imposição da realidade, da sociedade e do mercado de seguros”, afirma o Presidente da ANSP. 

Mais informações sobre o curso:
Inscrições abertas para o MBA no Rio de Janeiro
http://mba.escolanacionaldeseguros.com.br/curso/gestao-de-riscos-e-seguros
www.funenseg.org.br/mbas